Cível

Fui vítima de Fraude Bancária: o que fazer?

Atualmente, vivemos em uma época em que estamos cercados de fraudes bancárias oriundas de vários lugares, seja através de cartões, ações judiciárias e até mesmo pela internet. Diante deste cenário, muitas pessoas têm dúvidas sobre como agir e até mesmo como se prevenir. Neste texto, iremos explicar alguns dos principais métodos de fraudes e como…

Atualmente, vivemos em uma época em que estamos cercados de fraudes bancárias oriundas de vários lugares, seja através de cartões, ações judiciárias e até mesmo pela internet. Diante deste cenário, muitas pessoas têm dúvidas sobre como agir e até mesmo como se prevenir. Neste texto, iremos explicar alguns dos principais métodos de fraudes e como proceder.

O que é Fraude Bancária


Resumidamente, fraude bancária ocorre quando pessoas tentam ou conseguem se passar por um terceiro com o intuito de enganar alguém. Geralmente, esse procedimento ocorre quando os fraudadores possuem dados pessoais de uma potencial vítima.

Fraude bancária pela internet


Com o avanço da tecnologia e, consequentemente, da internet, fraudes bancárias realizadas por esse meio se tornaram mais populares e até mesmo mais complexas. A maneira mais recorrente desse tipo de fraude é quando a vítima recebe um e-mail (geralmente com identidade de bancos) que tem como intuito obter informações pessoais e bancárias.

Com esses dados obtidos, o fraudador os utiliza para a realização de empréstimos, financiamentos e até mesmo para contratar serviços. A recomendação mais prática e segura é evitar preencher formulários de remetentes desconhecidos. Verifique sempre o endereço eletrônico para ter ciência de que é um veículo oficial de seu banco e evite sempre fornecer dados pessoais pela internet.

Fraude de fatura de cartão de crédito


A vítima recebe um boleto ou fatura de cartão de crédito aparentemente verdadeira para realizar o pagamento. Porém, na fraude, ocorre que os dados bancários de pagamento são de um outro credor. Ao realizar o pagamento, a vítima acaba enviando os créditos para o fraudador.

Uma alternativa de evitar esse tipo de situação é deixar sempre boletos em débito automático, além de sempre analisar o número do banco, que é identificado no início do código de barras.

Fraude por empréstimo


Esse tipo de fraude é mais comum com funcionários públicos, pensionistas e aposentados. Elas acontecem sem que a vítima necessariamente tenha feito algo que facilitasse a operação.

Isso ocorre quando consta um débito na conta corrente da vítima sem que ela tenha autorizado. Geralmente, esse tipo de situação acontece e só depois de muito tempo é possível identificar a fraude. Nesses casos, deve-se imediatamente informar ao banco e solicitar o ressarcimento.

Algumas dicas de como evitar fraudes bancárias


Nunca informe seus dados pessoais em redes sociais;
Forneça dados sigilosos somente em sites confiáveis;
Ao utilizar seus documentos, sempre tenha-os em vista;
Tenha atenção redobrada ao comprar pela internet.


Como proceder ao sofrer Fraude Bancária

Assim que identificado qualquer tipo de fraude bancária, o mais recomendável é contatar o banco e avisá-lo da ocorrência. Em seguida, deve ser registrado um boletim de ocorrência.

Quando o banco não presta o devido suporte, o mais recomendável é contatar um advogado especialista em fraude bancária e entrar com uma ação judicial.

Conte com a Schettini Advogados, que possui uma equipe qualificada e especializada em situações de fraude bancária. Com um atendimento completo e personalizado, temos o objetivo de resolver seu caso com o máximo de eficiência.

Se quer ficar por dentro de mais dicas e informações sobre fraudes bancárias, direito do consumidor e diversos outros assuntos que o mundo do direito engloba, confira nosso portal de notícias.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *